Internet – O Filme, não é um 5 estrelas, mas ‘’vale o seu joinha’’.

Cartaz

 

Sinopse do filme: ’O longa brinca com o universo das redes sociais e tem como protagonistas algumas das maiores estrelas da internet brasileira. Com muita irreverência, a comédia discute a louca corrida pela fama em diferentes tramas que se desenrolam a partir de uma convenção de youtubers. No elenco, Julio Cocielo, Thaynara OG, Felipe Castanhari, Pathy dos Reis, Cellbit, Polado, Rafinha Bastos, Gusta, Cauê Moura, entre outros. Com produção da Paris Entretenimento, “Internet – O Filme” estreia em grande circuito nos cinemas no dia 23 de fevereiro. A direção é de Fillipo Capuzzi Lapietra e o roteiro, de Dani Garuti, Rafinha Bastos, Mirna Nogueira. ‘

Crítica do filme:

‘Filme de youtubers? deve ser uma merda.’ Mas não, apesar das ressalvas, tanto o roteiro/piadas/memes são bem pensados e engendrados, quanto a atuação da maioria dos não atores e atrizes convence bem. O filme conta histórias em paralelo que se interligam (pq não se amarram propriamente ditas), mas de forma que te faz pensar que os atos em paralelo fazem algum senso no conjunto. Uma produção que tem uma montagem parecida por assim dizer é 2 Coelhos, com todos os plots se ligando no final.

 

Então temos youtubers personificando versões que podemos achar bastando o pressionar de algumas telas; desde aquele que é ‘a melhor bandas de todos os tempos da última semana’ até aqueles menores que por um meme/viral ganham trending topics e shippings por todo o universo em torno desse ‘star system’ virtual. Ou mesmo aqueles que se escondem atrás de máscaras ou mentem para conseguir mais visualizações. Ou, quem sabe, aquele hater que só xinga, ou, aquele que se acha o ‘último bastião da descência de todo Rio de Janeiro…’ (obrigado Sr. K e Nerdcast 110 – A vida como ela é…. pela frase inspiradora), que acha que falar algumas verdades (ou seriam coices?) na cara pra fazer pensar ajudam mais do que conversar normalmente…..Ou mesmo, questionar o quanto essa ‘vida digital’ tem nos tornado tão mais lenientes ou alienados com o que acontece aqui fora, preferindo discutir com a proteção de uma tela, e o medo da decepção da realidade.

Em um tweet: Vale a pena ver sim, as risadas são orgânicas, os não atores convencem, as críticas que ele traz sobre webcelebridades fazem sentido. Vejam!

 

O trailer do filme:

Share Button