Representatividade: Jodie Whittaker fala sobre como é fazer Doctor Who

A atriz Jodie Whittaker deu uma entrevista recente à revista Total Film, e naturalmente falou do seu papel atual: a Doutora, de Doctor Who. Jodie ressaltou a importância da representatividade, falando ainda sobre estar empolgada com seu trabalho.

“Esse é um momento chave da minha vida, estou me sentindo velha o suficiente. E eu sinto que agora entendo a importância de saber que inspirações para crianças, meninos, meninas, adolescentes e adultos existem em diferentes formas”, falou a atriz.

imagem da atriz Jodie Whitaker

A atriz Jodie Whittaker enfatizou a representatividade em Doctor Who durante uma entrevista recente

Whittaker também falou sobre questões relacionadas ao corpo e as limitações que a indústria acaba por impor, colocando a representatividade feminina como um ponto no meio disso tudo.

“Eu não acho que exista qualquer coisa inalcançável em mim. Eu não tenho o corpo todo definido. E também não sou uma pessoa extraordinariamente glamourosa. Eu sempre soube minhas limitações enquanto pessoa e atriz. A indústria sempre diz “você precisa ser assim, precisa dizer isso”, mas eu sou normal. Isso era incrível em David Tennant, o Doutor era um super-herói que ele interpretava. E agora mulheres também podem fazer isso”, analisou.

Por fim, a atriz falou sobre ser uma mulher no papel principal de uma série de sucesso, ainda dizendo que não gostaria que isso fosse tão impactante quanto é. Em outras palavras, deveria ser algo normal.

“É incrível ser uma divisora de águas, mas imagine como seria maravilhoso se isso não fosse algo impactante, se as pessoas só aceitassem e abraçassem a mudança. Eu não estou diminuindo esse momento — é genial para c*** — mas torço para que daqui um tempo não seja algo surpreendente”, finalizou Jodie Whittaker, que recentemente substituiu Peter Capaldi para a 11ª temporada de Doctor Who, que ainda não tem data de estreia definida.

21 anos, jornalista, blogueiro, pintor de discos voadores. Gosta de música, de F1, de batata e de estudar (mas gosto mais de batata).